Notícias   

Protetor contra protetor, é isso mesmo?

Sim, os últimos dias estamos vendo batalhas surreais de amantes dos animais, contra amante dos animais. Amigos, não estou aqui para apaziguar e nem guerrear, e muito menos ficar em cima do muro, por uma lógica muito simples de se enxergar, nós estamos contra nós mesmos, é isso mesmo?!  


Não estou passando por cima de pessoas que produzem maus tratos, sou um fiel justiceiro quando se fala em maus tratos.  Mas na realidade, antes de julgamos alguém ou alguma coisa, temos que ser sensatos e no mínimo inteligentes para saber separar fatos positivos de fatos negativos, com maturidade, muita lógica e por fim bom senso.  

O inimigo não está dentro da causa e sim lá fora, começando pelo estado e sua omissão, e passando para o cidadão comum e indiferente aos sofrimento dos animais, onde se compra e se abusa, e no fim  sobra para os protetores. Então não podemos condenar protetor algum, sem antes saber se esse é realmente protetor, seu histórico e sua procedência, ou seja, sua vida em um todo.  O que acontece no Facebook, é um telefone sem fio, que as pessoas dizem o que querem e quando querem, e não sabem a causa e nem os problemas, condenar é bem mais fácil.  

A maioria das pessoas que estão lendo esse pequeno texto são protetores e ativistas,  é a esses mesmos que essa mensagem tem que chegar. Cuidado, não acredite em nada, tenha certeza de tudo, antes de soltar a língua pelas redes sociais, além de estar  prejudicando  alguém sério, você poderá estar colaborando para que animais sofram ainda mais, morram ainda mais, ou sejam abandonados novamente,  tudo que nós amantes dos animais já sabemos e lutamos contra.

Todos sabemos também, que para ser um protetor, independente de ter dinheiro ou não, tem que ter peito, ser forte, e acho que a grande maioria das pessoas  não se encaixa nessa enrascada. Digo enrascada, pelo simples fato de não viver, não ter mais vida social, não ter mais família, não poder mais viajar, não ser mais vaidoso, ou seja, andar na maioria das vezes aos trapos, e por fim perder tudo que se conquistou quando não era um protetor. Tem gente que perde casamento, os filhos e até o respeito dos amigos e  vizinhos, isso apenas por ter amor aos animais e tentar fazer o máximo por eles. Vocês já pesaram isso na sua balança chamada consciência?

Olhem de forma macro a causa, olhemos como uma fonte interminável de problemas, e digo mais, quem pode sanar isso é o governo, então repito, estamos condenando e apontando o dedo para o lugar errado, temos que acusar esse, o governo de promover toda essa miséria animal que vemos todos os dias estampadas no Facebook, que nos deixa aterrorizados e chocados e muitos em depressão.

Denigrir imagem alheia é muito fácil, porém concertar esse estrago é praticamente impossível, pois causa uma injustiça maior, de prejudicar centenas e milhares  de animais, e acabar com todo esforço de um protetor, que leva nas costas aquilo que uma sociedade despreza, amor e muita coragem por aqueles que não sabem falar!

Ser protetor é enxugar gelo no Brasil, enquanto se acolhe um, jogam 1000 nas ruas, e como sanar isso? Falando mal, ou condenando a forma que alguém faz, do jeito que pode, e como pode, e não tendo vida própria? Não, unindo-se, averiguando, e tentando levar-se a entender o que está acontecendo, e não juntando uma porção de protetor, para acabar com um protetor, isso é injusto, pelos vários motivos citados nesse texto.  É covarde, é insano, é vergonhoso.

Enquanto se perde tempo denegrindo e tirando atenção das pessoas para outros problemas, ainda desacredita a causa, fazendo com que pessoas se afastem por não saber a verdade e acreditar na mentira. O que um protetor realmente precisa? Acho que todos sabemos responder, ajuda!  É isso que tem que se espalhar nas redes.  Não defendo nenhum protetor específico, defendo sim a todos os protetores. Essa mensagem é para entendermos que esse caminho chamado proteção é muito difícil, e aqueles que escolhem sabem  o peso que suportam em cada mão. Sabemos que há na causa estelionatários, enganadores, usurpadores, e aproveitadores, porém refém deles estão vidas, então vamos negociar essas vidas e não fazer que sejam mais vítimas nesse destino que os acolheram.

Conheça um abrigo, passe o dia em um abrigo, para ver a realidade, antes de julgar e prejulgar e não cometer injustiça.  Todo aquele que usa animais para ganhar dinheiro, ou seja engana, nunca será feliz energeticamente falando, um dia se arrependerá, isso é um fato.  Sim, existe patologia na proteção, existe ignorância, existem pessoas que por mais que pensam que estão fazendo o bem, podem estar prejudicando, porém sem a mínima consciência, agindo apenas pela emoção, ou seja pelo coração. Nesse caso o apoio é bem vindo e não o linchamento em praça púbica.

Vemos casos todos os dias, mas infelizmente  os dedos que apontam, são mais rápidos do que as mentes que trabalham, ou seja, não há reflexão sobres os fatos, e sim um massacre intenso e covarde, por parte de protetores engajados em fazer uma pseudo justiça, ou seja injustiça.  

A minha mensagem é essa, não agradarei a todos, mas é o que penso e o que tenho a dizer, pois conheço alguns abrigos, sei a dificuldade que é, e vejo que o apoio é ínfimo, e a cobrança imensa. Ver imagens de abrigos pela internet, até te conforta, pois você pensa: tem alguém fazendo alguma coisa, mais quem está lá, todos os dias briga pela vida, encara a morte, lida com a fome, lida com doenças, você já pensou nisso?

Se você tem um cão e um gato, multiplica por cem ou por mil, e se faz essa pergunta: nessa quantidade é prazeroso?

Antes de criticar um protetor, visite um abrigo, é o mínimo que podemos fazer para não cometermos injustiça.  

Por Jota Caballero

Fale conosco: contato@direitosdosanimais.org
  APOIADORES