Notícias   

Espectador é perfurado por chifre de touro durante festival espanhol

Espetáculo cruel e violento faz novas vítimas animais e humanas a cada edição, mas a proibição ainda não foi regulamentada no país todo

 

 

O apoio público ao tradicional "esporte” espanhol das touradas diminuiu muito nos últimos anos, mas alguns ainda o consideram um espetáculo emocionante e com poucos riscos. Infelizmente os "matadores” ainda são treinados como "profissionais”, e a atração tem enchido as arenas há séculos.

A espetacularização do sofrimento animal pelas multidões revela um adormecimento preocupante do senso moral humano uma vez que a senciência animal já é cientificamente comprovada. As touradas nada mais são que o consumo da diversão por meio da morte infligida a um indivíduo não-humano. O pensamento de que semelhante cena possa trazer algum prazer a alguém é inaceitável.

Essa tradição distorcida não envolve apenas a extrema exploração e abuso de touros, como também é altamente perigosa para os matadores e espectadores. Só em 2013, cerca de 50 matadores foram feridos em eventos de touradas. E mais recentemente, um toureiro no norte da Espanha que já havia perdido um olho em uma tourada em 2011 foi escalpelado por um touro que ele estava provocando.

De tempos em tempos, incidentes como esses exemplificam literalmente porque é do interesse de todos que acabem com as touradas. Porém, estas tragédias parecem não ter sido ainda o suficiente, como evidenciado pelo ocorrido no início do mês em um festival na cidade de Estella, na Espanha. No festival lotado, um touro foi solto para correr pelas ruas antes de ser provocado e insultado na praça de touros da cidade.

 
Como mostram as perturbadoras imagens de vídeo, o resultado foi terrível – o touro desenfreado atacou o espectador do festival, jogou o homem para o ar com os chifres e depois repetidamente o chifrou pela rua. Os frequentadores tentavam impedir o massacre puxando o animal pela cauda e o afastando.



 Precipitadamente alguns podem tentar enquadrar o animal como o culpado nessa situação e nas inúmeras outras em que os touros feriram seres humanos. Touros são animais selvagens, seria ingênuo e irresponsável esperar que esses animais reajam de forma diferente da extrema violência quando expostos dessa forma. Além de forçados a viver em cativeiro e torturados por anos ainda são exibidos e feridos até a morte. Felizmente as touradas já foram proibidas em muitas nações do mundo, incluindo Argentina, Canadá, Cuba, Dinamarca, Itália, Reino Unido e até mesmo em algumas partes da Espanha.


Uma pesquisa Ipsos encomendada pela ONG Proteção Mundial dos Animais aponta que 19% dos adultos espanhóis apoiam de alguma forma as touradas, enquanto 57% se posicionam contra. A rejeição é acentuada entre os jovens.
Como bem observado pelo ativista dos direitos animais e comediante, Ricky Gervais, sobre o episódio: "o pobre touro neste festival cruel estava apavorado, pois o animal provavelmente sentiu que estava prestes a ser insultado e torturado até a morte. Realisticamente, o que as pessoas esperavam que acontecesse?”

Fonte: Anda

 

Fale conosco: contato@direitosdosanimais.org
  APOIADORES