Cuidados Veterinários
Por que cães comem cocô?
05/04/2016 15:34:24
Sintoma: Arritmia
27/02/2016 17:06:38
Tártaro nos cães
04/02/2016 17:40:02
Obesidade canina
05/10/2015 17:23:53
Leucemia viral felina (FeLV)
18/05/2015 17:55:22
Piometra em Cadelas
09/05/2015 16:32:26
Comedouros e Bebedouros
05/05/2015 17:07:29
Gengivite e periodontite
04/05/2015 19:34:52
Sarnas nos gatos
03/05/2015 17:31:14
Giárdia em Cães
01/05/2015 17:42:38
Como identificar dor em cães?
22/04/2015 16:21:19
Afinando relações
27/12/2014 14:42:04
  
Tártaro nos cães

Este problema compromete a saúde dos cães de diversas formas. Saiba mais sobre o assunto

tartaro

Chamamos de tártaro o que é denominado pelos especialistas como cálculo dentário. Este problema é caracterizado pelo acúmulo de resíduos de alimentos e sais minerais, estes presentes inclusive na saliva dos cães e gatos. O início se dá com o acumulo das placas bacterianas que acabam se organizando e produzindo algumas toxinas que causam gengivite. Com o acúmulo das placas devido à falta de escovação, acontece a calcificação e, consequentemente, a formação de tártaro.

Consequências

O tártaro pode causar a retração gengival e, além disso, pode ocasionar em perda óssea e perda dos dentes. Isso acontece por descuido e desconhecimento dos donos que somente irão levar ao consultório quando o caso já estiver mais avançado.

A doença pode causar ainda mau hálito, sendo este e a perda dos dentes os sintomas mais aparentes. No entanto, existem ainda outras consequências que afetam a saúde do pet de uma forma geral. As infecções geradas na gengiva, repleta de vasos sanguíneos, acabam sendo levadas por meio do sangue para os outros órgãos, podendo dessa forma debilitar o animal.

Quando afetam o sistema nervoso, as bactérias podem causar meningite; quando afetam o coração, podem causar endocardite; quando afetam as articulações, podem causar artrite; e quando afetam o pulmão, podem causar o desenvolvimento de doenças como bronquite e fibrose pulmonar, por exemplo. No entanto, não são apenas estes órgãos que podem ser afetados, mas sim todos eles.

O que fazer?

Apesar de não ter cura, pode ser realizado um tratamento para controle. Deve ser feito o tratamento periodontal que faz a limpeza não apenas dos dentes aparentes, mas da parte que fica coberta pela gengiva. O procedimento deve ser feito sob anestesia geral.

Como prevenir o problema?

Se o seu cão ainda não tem o problema dos tártaros, antes de deixar que isso aconteça e envolver o seu cão em um tratamento com anestesia geral que pode causar alguns problemas, você deve começar a evitar que apareça. Para isso, você pode oferecer ao cão ossinhos artificiais, biscoitos e rações especiais que ajudam a prevenir as placas bacterianas e seu acúmulo. Estes podem ser encontrados em mercados e petshops. No entanto, o ideal mesmo é realizar a escovação com as pastas específicas para animais – que normalmente possuem sabores como carne, frango e outros agradáveis ao paladar deles -. É importante também, para prevenção, fazer consultas periódicas para que o veterinário possa avaliar a situação.

Fonte: Clube para Cachorros

Fale conosco: contato@direitosdosanimais.org
  APOIADORES