Cuidados Veterinários
Por que cães comem cocô?
05/04/2016 15:34:24
Sintoma: Arritmia
27/02/2016 17:06:38
Tártaro nos cães
04/02/2016 17:40:02
Obesidade canina
05/10/2015 17:23:53
Leucemia viral felina (FeLV)
18/05/2015 17:55:22
Piometra em Cadelas
09/05/2015 16:32:26
Comedouros e Bebedouros
05/05/2015 17:07:29
Gengivite e periodontite
04/05/2015 19:34:52
Sarnas nos gatos
03/05/2015 17:31:14
Giárdia em Cães
01/05/2015 17:42:38
Como identificar dor em cães?
22/04/2015 16:21:19
Afinando relações
27/12/2014 14:42:04
  
Saiba tudo sobre Leptospirose Canina

Qualquer resíduo contaminado como fezes ou urina com a bactéria responsável pela transmissão da Leptospirose que entre em contato com qualquer ferida aberta no cachorro, mesmo que seja minúscula, torna-se uma importante porta de entrada para a doença se instalar. Se não tratada assim que aparecer o primeiro sinal ou sintoma, essa doença pode ter sérias complicações e levar o animal à morte.
 
lept
 
O que é Leptospirose?

É uma doença causada por uma bactéria bastante resistente que pode viver tanto em climas frios como quentes. Ela se adapta perfeitamente aos locais mais úmidos com muita matéria orgânica como pântanos ou esgotos. Por esse motivo é tão comum que ratos sejam os principais transmissores das Leptospirose, mas qualquer animal que vive nesse ambiente pode ser um potencial transmissor da patologia.

Normalmente, a bactéria coloniza principalmente os rins e por isso a urina é o principal meio de transmissão. Qualquer contato através de feridas na pele ou mesmo água contaminada com a urina do animal infectado pode infectar qualquer outro mamífero.

Principais sinais e sintomas da Leptospirose em cachorros

Não deixe para procurar um veterinário no último minuto do segundo tempo. Nesse estágio a doença já estará tão grave que o único tratamento possível é o sintomático, aliviando as dores e o sofrimento do animal até que o seu coração pare de bater. Veja os principais sinais e sintomas que um cachorro pode apresentar quando está infectado:

  • desidratação;
  • perda de apetite;
  • diarreia;
  • febre;
  • vômitos;
  • as mucosas do cachorro podem ficar com uma cor amarelada;                                       

Se você mora numa região que não tem água tratada, o esgoto fica a céu aberto e quando chove há alagamentos, o seu cachorro, assim como você, tem grande chance de adquirir a doença. Depois de contrair a bactéria, o cachorro leva, em média, de 5 a 6 dias para começar a manifestar os sintomas. Alguns cães podem combater a doença sozinhos, pois o corpo cria anticorpos. O problema é que a bactéria se coloniza nos rins do animal e a urina dele ficará infectada e transmitirá doenças para outros animais e pessoas.

Diagnóstico e tratamento

Aos primeiros sintomas o veterinário deverá ser consultado. Para fazer o diagnóstico são necessários exames de sangue e urina. O tratamento é à base de antibióticos específicos para combater a bactéria e também medicamentos que ajudam no controle dos sintomas até que o cachorro esteja completamente recuperado.

Prevenção da Leptospirose Canina

A melhor forma de evitar que o seu cachorro seja infectado pela Leptospirose é vaciná-lo. Assim, anticorpos como o V8, V10 ou V11 são criados pelo organismo e quando o seu cachorro entrar em contato com a bactéria, já haverá um exército pronto para atacá-la e destruí-la. Essa mesma vacina serve tanto para combater a Leptospirose como outras doenças graves como a cinomose a parvovirose.

É importante evitar o contato do seu cão com ambientes que estejam sujos com lixo, lama ou tenha esgoto a céu aberto. Esses ambientes são onde mais a bactéria da Leptospirose se desenvolve e assim, fica mais fácil do seu cachorro contrair a doença, podendo transmiti-la a você e sua família.

Fonte: Web Cachorros

Fale conosco: contato@direitosdosanimais.org
  APOIADORES